Marketing | Interatividade

Não é de hoje que ouvimos que as campanhas de marketing devem ser inovadoras, criativas. Essa máxima vem forçando a cuca dos profissionais ao extremo, e temos visto muita coisa boa aparecendo, principalmente nos grandes centros. Há lugar para bluetooth, redes sociais, novas mídias. Mas há um padrão que parece ser o futuro das campanhas de marketing, auxiliadas pela tecnologia, em especial as ligadas à Internet: a Interatividade.

Não há um profissional que não admita que a interatividade é elemento fundamental para que a campanha a qual ele criou dê mais resultado em termos financeiros e de recall. Mas não é simples, nunca foi, nunca será.

post- mcdo

Então, se as soluções não são tão simples assim e o consumidor está cada vez mais exigente, a saída pode ser aquela que Chris Anderson tanto cita em seu livro A Cauda Longa: as produções pro-am. Pro-am nada mais é do que um trabalho cooperado entre profissionais e amadores, como acontece há algum tempo na wikipedia. Assim o marketing pode tornar-se de fato “interativo” e pode ser uma saída. O consumidor pode ser o personagem principal e não somente um coadjuvante.

A Ikea, é um bom exemplo de uma empresa arrojada e inovadora em termos de interatividade. Depois de ter bolado um site no qual o morador de uma casa (vazia, diga-se de passagem) contava o tempo regressivamente para receber os móveis recém-comprados na empresa e realizava ações de acordo com o que os internautas pediam, foi a vez de criar o site “Ikea human drum machine” inovando a maneira de se comunicar. No site, você pode interagir com cada  ambiente, “come into the closet”. Os personagens podem mudar em ritmo e de peças e ainda você pode fazer eles dançar, cantar conforme a música escolhida. Vale a pena conferir.

post - Ikea

Se as soluções não são simples e o consumidor está cada vez mais exigente, acredito que o marketing interativo, pode ser uma saída.Aqui na Europa, uma onda de wi-fi (jogos,ginástica, participação na publicidade, nos programas de TV) e os sites partem para o mesmo caminho. Enfim, a nova maneira de abordar o consumidor é fazer deste o personagem principal (lhe dando o poder de decisão de forma ampla) e não somente como coadjuvante na divulgação de um produto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s